A tecnologia para a captura de imagens evoluiu muito nos últimos anos, modernizando todos os processos envolvidos. Com a transformação digital, é comum nos depararmos com a menor utilização de impressões. Porém, sabemos que em alguns cenários ela é necessária, como é o caso da impressão de documentos radiológicos.

Com a evolução constante desses documentos médicos, é importante mostrar a comparação entre impressão em papel e em película. Quer entender melhor e fazer a escolha certa para a sua clínica ou hospital? Continue acompanhando!

Diferença entre documentos médicos em papel e em película

O mercado evoluiu muito e trouxe como resultado a impressão em papel, que além de ser de baixo custo possui processos muito mais ágeis. Antigamente, era comum a impressão de documentos médicos em película, que demandava mais tempo, especialmente pela necessidade de revelar imagens, além de não ser um aliado do meio ambiente pelos componentes químicos presentes.

Imagine que através do computador, o profissional já faz os ajustes necessários (como brilho e saturação) e manda direto para a impressão, com uma resolução de qualidade e menos impacto ambiental. É assim a realidade dos documentos impressos em papel!

E pensando sempre em ter uma atitude mais sustentável, é possível oferecer parte do documento impresso e uma outra parte online, através do acesso em uma plataforma exclusiva. Isso diminui os gastos com impressão e deixa o paciente mais participativo durante o processo.

Faça o teste e descubra se o seu hospital está preparado para 2022!

Como um outsourcing de impressão pode te ajudar

Até aqui já ficou claro que a impressão de papel para documentos radiológicos é a melhor opção. Mas é preciso também pensar que é necessário para isso, desde máquina para a impressão dos documentos até os sistemas que possibilitam esse tipo de impressão e armazenamento em nuvem, sem contar o apoio tecnológico.

O bom é que tudo isso você consegue através de uma solução de outsourcing de impressão. Desta forma, a sua instituição de saúde não precisará investir inicialmente em equipamentos, poderá contar com suporte técnico especializado e não sobrecarregar mais os times disponíveis atualmente na clínica ou hospital.

A depender do parceiro escolhido, ainda é possível contar com os insumos necessários para as impressões, auxiliando na entrega de materiais de qualidade e a tempo, com uma gestão eficiente de estoque.

A Copylink é referência no assunto e possui grandes players do mercado como clientes. Se quiser saber mais como podemos ajudar com um outsourcing de impressão de documentos médicos de imagem (DMI), para a sua instituição de saúde, entre em contato com um de nossos consultores, sem compromisso. Entenderemos como será possível te ajudar, agilizando os seus processos internos e ajudando a reduzir custos.

Leia também:  Outsourcing de impressão para hospitais: 4 aspectos para analisar antes de contratar