Dentro de hospitais e clínicas médicas, as etiquetas de identificação e os rótulos são essenciais para rastreabilidade, identificação correta de pacientes e até mesmo de medicamentos. Afinal, um simples erro pode ser irreversível. 

Sendo assim, o controle de qualidade e a gestão de insumos gráficos na área de saúde se mostram extremamente importantes. Neste texto, abordaremos com mais detalhes sobre as etiquetas de identificação e o papel delas para uma rotina mais segura. Confira a seguir!

O papel das etiquetas de identificação

Na prática, as etiquetas ajudam na identificação dos ativos e na localização deles, facilitando o trabalho da equipe. Além disso, asseguram a correta administração de medicamentos aos pacientes e evitam erros, como por exemplo a troca de  exames laboratoriais.

Para que sejam seguras, precisam estar com os dados corretos e sem sinal de rasuras ou com danos. Existem diversos tipos de etiquetas, cada uma com objetivos específicos. Algumas são mais duráveis, enquanto outras mais econômicas.

Abaixo, separamos alguns tipos de etiquetas de identificação para você conferir!

Tipos de etiquetas de identificação

Conhecer os diferentes tipos de etiquetas é fundamental. Afinal, isso permitirá ao hospital ou clínica formular identificações inteligentes e que tenham todos os dados necessários para que profissionais de saúde trabalhem corretamente.

Etiquetas de papel

As etiquetas de papel são os modelos mais econômicos disponíveis. Podem ser impressas em uma impressora tradicional e aplicadas em vários tipos de embalagens. Porém, apresentam pouca resistência a danos físicos.

Etiquetas plásticas

São ideais por serem feitas de um material resistente. Mais caras do que as etiquetas de papel, elas são capazes de suportar danos físicos sem comprometer a exibição dos dados. São muito utilizadas em materiais úmidos ou que precisam de mais segurança para manter as informações contidas nas etiquetas. 

Etiquetas RFID

Etiquetas RFID contém um sensor que se comunica com aparelhos para enviar e receber dados. São ideais para rastreamento em tempo real, e um ótimo exemplo dentro de instituições de saúde é na identificação de bolsas de sangue.

Etiquetas térmicas

Essas etiquetas são impressas com um material sensível ao calor. Um bom exemplo são as etiquetas para autoclave, utilizadas em hospitais, clínicas médicas e consultórios odontológicos.

Qual escolher?

A escolha da etiqueta ideal deve ser feita com cuidado e de acordo com o objetivo final, afinal, ela impacta diretamente não somente na experiência do paciente, mas sobre a vida deles. Por isso, o ideal é contar com um parceiro sério e com expertise no assunto.

Busque por uma empresa com fabricação própria, assim terá certeza que não ficará sem etiquetas, em caso de urgência, além disso terá uma melhor garantia sobre a qualidade dos materiais.  

Uma outra dica é contar com um outsourcing de impressão, pois desafoga a equipe de TI para tratar de demandas mais específicas, enquanto a impressão das etiquetas fica nas mãos de uma empresa especialista.

Assim, além de otimizar o tempo, garantir uma rotina eficiente – com as máquinas e insumos certos, configuração correta das impressoras, especialistas no suporte, etc. – você entrega confiança e segurança para os profissionais envolvidos e para os seus pacientes.

A Copylink é uma empresa que faz parte do Grupo Tecnoset, que possui mais de 30 anos no mercado, e é especialista em soluções de TI para a área de saúde. Com fabricação própria, atestado de toxicidade e alta resistência, fornecemos as melhores soluções do mercado.

Fale com um especialista ainda hoje e entregue uma rotina segura na sua instituição de saúde.

Leia também: Outsourcing de impressão para hospitais: 4 aspectos para analisar antes de contratar.